NOTÍCIAS

Postado em 11 de Agosto de 2017 às 21h25

TJ autoriza pagamento de licença-prêmio convertidas

SINJUSMAT Pensando no bem estar e qualidade de vida dos Servidores o Sinjusmat, anualmente, formula requerimentos à Administração do Tribunal de Justiça que contemplem seus anseios. O deferimento de pagamento das...

Pensando no bem estar e qualidade de vida dos Servidores o Sinjusmat, anualmente, formula requerimentos à Administração do Tribunal de Justiça que contemplem seus anseios. O deferimento de pagamento das licenças-prêmio pela Administração é um destes requerimentos.

O Sinjusmat entende que a conversão da licença-prêmio em pecúnia é também uma forma de valorização e motivação do Servidor que assim tem condições de suprir necessidades familiares, proporcionando maior tranquilidade, o que certamente se reflete nas relações de trabalho.

“Nossa luta constante é para formar um ciclo virtuoso que proporcione bem-estar ao Servidor, cujos efeitos reflitam na qualidade do trabalho e na satisfação do jurisdicionado”. Enfatiza Rosenwal Rodrigues.

Juntamente com o deferimento das licenças-prêmio, foi autorizado o pagamento relativo às diferenças de lincença-prêmio com base na remuneração total (cargo em comissão e função de confiança) dos Servidores do Poder Judiciário.

A decisão do MM. Presidente do Tribunal de Justiça já se encontra no Departamento de Pagamento de Pessoal para levantamento em 90 (noventa) dias por Servidor e, consequentemente a elaboração e execução da folha de pagamento dos valores.

Matéria Sinjusmat.

Veja também

Sinjusmat pede urgência na aprovação dos auxílios e RGA05/04/17 Na manhã desta terça-feira (04), às 9:00 horas da manhã a Diretoria do Sinjusmat foi recebida pelo Primeiro Secretário da Assembleia Legislativa, Deputado Guilherme Maluf. Foram discutidos a tramitação, análise e votação dos Projetos de Lei referente ao aumento dos auxílios e o Projeto de Lei do RGA (reajuste geral......
Papa Francisco fala do verdadeiro sentido de um Sindicato04/08/17 Profecia e inovação são desafios a serem vencidos se o movimento sindical deseja continuar com seu papel pelo bem comum, pontuou Francisco Da Redação, com Rádio Vaticano Não existe uma boa sociedade......

Voltar para Notícias