NOTÍCIAS

Postado em 16 de Maio às 12h43

STF defere liminar à Associação dos Defensores Públicos - ANADE e determina o pagamento de duodécimos atrasados

SINJUSMAT O SINJUSMAT por dever de bem informar a sociedade de forma geral comunica pela imprensa o que se segue. A Ministra do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, ROSA WEBER, relatora da ADPF 504 intentada pela ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS...

O SINJUSMAT por dever de bem informar a sociedade de forma geral comunica pela imprensa o que se segue. A Ministra do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, ROSA WEBER, relatora da ADPF 504 intentada pela ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS DEFENSORES PÚBLICOS – ANADEP, deferiu o pedido da liminar e determinou “repasse os recursos correspondentes às dotações orçamentárias da Defensoria Pública estadual, sob a forma de duodécimos, até o dia vinte de cada mês, de acordo com a norma constitucional do art. 168, bem como o pagamento das parcelas vencidas a esse título, caso não efetuado.”

O atraso dos repasses não só atinge a Defensoria Pública, mas de forma ainda mais perversa também prejudica o Poder Judiciário.

Foto disponível na mídia.

A decisão da MINISTRA ROSA WEBER confirma a tese até então defendida pelo SINJUSMAT de que não houve frustração da receita corrente líquida, pelo contrário, o Estado de Mato Grosso só aumenta a arrecadação.

O SINJUSMAT nesse momento em que a independência e autonomia dos Poderes se coloca no prumo do que determina a Constituição Federal pelo SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, alerta de que não há ainda um pedido semelhante ao da ANADEP em nome do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

O presidente Rosenwal Rodrigues acredita que o precedente abre o caminho necessário para que seja imediatamente regularizado o repasse do duodécimo do Poder Judiciário: “é incabível esperarmos indefinidamente o Governador Pedro Taques resolver cumprir a Constituição Federal. O que é preciso é exigir o nosso direito, o atraso do repasse já comprometeu o funcionamento das comarcas e também o pagamento dos créditos já reconhecidos. O momento é de coragem dos servidores e dos magistrados para que juntos possamos garantir na luta a autonomia do Poder Judiciário de Mato Grosso. A decisão reforça ainda o crime de responsabilidade cometido pelo ainda Governador.”

Cuiabá, 16.05.18.

Veja também

SINJUSMAT FILIA-SE A FENAJUD02/07/17 Diretores estiveram nesta quarta-feira (28) em Cuiabá (MT) para tratar de pautas da categoria no estado e da adesão do sindicato à Federação. Na quarta-feira (28), a Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados (Fenajud), esteve no Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Mato Grosso (Sinjusmat), em Cuiabá,......
Papa Francisco fala do verdadeiro sentido de um Sindicato04/08/17 Profecia e inovação são desafios a serem vencidos se o movimento sindical deseja continuar com seu papel pelo bem comum, pontuou Francisco Da Redação, com Rádio Vaticano Não existe uma boa sociedade......

Voltar para Notícias