NOTÍCIAS

Postado em 28 de Maio de 2018 às 11h14

Judiciário Estadual não terá expediente na segunda

SINJUSMAT O expediente forense do Poder Judiciário de Mato Grosso está suspenso nesta sexta-feira (25 de maio), em virtude da greve-geral dos caminhoneiros. Os prazos processuais, nos processos físicos e eletrônicos,...

O expediente forense do Poder Judiciário de Mato Grosso está suspenso nesta sexta-feira (25 de maio), em virtude da greve-geral dos caminhoneiros. Os prazos processuais, nos processos físicos e eletrônicos, ficam prorrogados para o primeiro dia útil subsequente (28 de maio) em todas as unidades judiciárias de Mato Grosso.

A Portaria nº 724/2018-DGTJ-PRES, assinada pelo presidente Rui Ramos Ribeiro, considera os transtornos causados no transporte público e particular, em razão da escassez de combustível, que estão dificultando o deslocamento de advogados, jurisdicionados aos fóruns do Estado de Mato Grosso e ao TJMT.

O documento também é válido para a suspensão do expediente que se deu na quinta-feira (24 de maio).


Matéria disponibilizada no site :

http://www.tjmt.jus.br/Noticias/52752#.WwwPAFXmPIU

Mylena Petrucelli
Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Veja também

TJ estuda mudança de horário para diminuir despesas e pede sugestões ao SINJUSMAT.04/04 Em data de 01 de abril de 2019, o SINJUSMAT recebeu Ofício nr. 619/2019-PRES, da lavra do Excelentíssimo Senhor Presidente do TJMT, onde foi instado a colaborar com sugestões de horário de expediente para o Poder Judiciário de Mato Grosso. Dois pontos foram fixados como parâmetro: 1. as sete horas atuais de atendimento externo; 2. sem ultrapassar às 17h e 30......
Parecer Jurídico quanto a Lei 10.656 de dezembro 2017.07/03/18   A retroatividade da Lei n.º 10.656/17 é inconstitucional, conforme precedente do STF. Os servidores do Estado de Mato Grosso foram surpreendidos com a promulgação da Lei n.º 10.656 no dia 28 de dezembro de......
SINJUSMAT REBATE POSIÇÃO DO DEPUTADO JOÃO BATISTA SOBRE O RGA13/03 Nesta data (13/março/2019), o SINJUSMAT tomou conhecimento de reportagem publicada no site “rdnews.com.br”, a qual intitulada como: “TJ requer autorização para pagar RGA de 3,48% e João Batista se posiciona......

Voltar para Notícias